22 de nov de 2011

A Noite dos Mortos Vivos

Hoje a noite, teremos que correr para sobreviver, teremos que ser espertos, os mortos estão de pé...
Esta é a noite do Apocalipse, a noite esperada, onde os mortos julgarão os vivos, e a sentença é:
“Furiosa alimentação por carne humana...”
O inferno está cheio, eles estão vindo de toda a parte, comendo tripas, arrancando cérebros, não há como escapar...
Grite baby, por favor grite, seus gritos me deixam tão excitado,
Talvez eu pudesse morrer para lhe perseguir, oh por favor não pare, grite, tenha medo, eu adoro o medo...
Você é tão diferente dos outros, tão especial, você não é uma pessoa comum, sua beleza me espanta, seus gritos são tão suaves e delicados,
Seu olhar está me hipnotizando, talvez eu também queira sua carne assim como eles,
Por favor não me leve a mal, você é tudo que eu sempre quis, sua pele é tão cheirosa, sua carne deve ser deliciosa,
Sua pele branca irá se tornar descomunalmente pálida, oh como eu quero ver isso,
Venha baby, grite para mim, sinta meus dentes penetrando cada vez mais fundo a sua carne, Venha, devore-me também, não é muito que estou lhe pedindo, não, eu não sou louco, eu amo você,
Amo sua carne de um jeito estranhamente obsessivo, venha não vai doer muito, eu quero ver você sangrar,
Faça-me sangrar também baby, por favor, fique comigo, talvez se morrermos juntos ficaremos vagando pela eternidade, isso é ótimo, ver você apodrecendo para sempre, oh como isso é bom,
Ver o seu lindo cadáver de pé, deixe-me apenas lhe devorar, é tudo o que eu lhe peço, vamos nos comer pois só temos um ao outro,
Até que a noite termine, "A Noite dos Mortos Vivos"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.