31 de mai de 2012

Hora da Vingança (by Paula)


Em uma madrugada chuvosa, um garoto estava em seu quarto se isolando do mundo, Oliver é seu nome, ele era um garoto de 15 anos rejeitado pela família, colegas de sala e vizinhos, nunca teve amigos nem ninguém. Oliver sempre teve seus sonhos, um deles era de matar todos aqueles que o rejeitou, às vezes ele sonhava demais. Joseph, que era seu pai, sempre o dizia que ele era um inútil, que não sabia fazer nada e que não teria um futuro bom, Oliver era o mais novo dos quatro irmãos, outro detalhe é que ele era adotado. Quando completou 16 anos resolveu começar a trabalhar, procurou empregos em vários locais, todos não precisavam de mais empregados, até que finalmente o garoto foi aceito em um bar que vivia meio abandonado no bairro para trabalhar de garçom. Antes do seu primeiro dia o seu chefe Thales, o avisou de certas coisas que acontecem, muitas pessoas morrem naquele lugar, dois garçons foram mortos por um motoqueiro estressado dias atrás, mas Oliver não se importou. Quando o bar foi aberto o garoto já se sentiu independente, com seu uniforme e sua bandeja na mão foi atender o primeiro cliente que entrou, que parecia veterano no local, ganhou sua primeira gorjeta e ficou feliz com isso. Horas se passaram, já era hora de fechar, o garoto pensou que por ser o seu primeiro dia ele foi muito bem, porém, seu chefe esqueceu-se de avisá-lo que aquele bairro era o mais perigoso da cidade, chegaram então os rapazes de uma gangue e se aproximaram do garoto debochando dele. Oliver começou a rir desenfreadamente da situação, um dos rapazes da gangue o jogou no chão, o garoto riu mais ainda, parecia não se importar com aquilo. Outro rapaz aproximou-se e perguntou por que ele estava rindo, a resposta estava na ponta da língua de Oliver, ele não se importava, ele não sentia dor, a vida dele estava realmente sendo uma merda, e aquilo não fazia diferença pra ele, um dos rapazes da gangue falou para que o deixasse ir embora, Oliver levantou e se foi.
Dois anos se passaram e nada de diferente aconteceu durante esse tempo, Oliver estava bem, nunca arrumou sequer nenhuma briga no bar, tudo estava ótimo, até que certo dia seu pai o expulsou de casa, pois na mente dele, Oliver já estava independente por ter seu trabalho e ter completado seus 18 anos, e continuar vivendo em sua casa era apenas uma despesa a mais para a família. Foi ai que Oliver teve a idéia de sair da cidade, não sabia para qual ia, queria ele ir para uma cidade pequena, então teve a brilhante idéia de ir para Forks, uma cidadezinha localizada no estado norte-americano de Washington, com uma população de 3246 habitantes. Antes de viajar, Oliver comprou uma moto com o dinheiro que guardou durante a vida toda, mais antes de sair da cidade ele queria acabar com a vida de certas pessoas.
Joseph deixou o garoto dormir em casa só mais uma noite, e foi nessa noite que Oliver aproveitou para pegar o cartão de credito de seu irmão Gustavo. Na casa moram somente seus irmãos e seu pai, sua mãe Patrícia havia morrido quando Oliver tinha apenas seis anos, somente Joseph sabe como foi que ela morreu. Seus três irmãos saíram então Oliver ficou sozinho com seu pai. Joseph estava dormindo como pedra no sofá, o homem era horrível até dormindo, Oliver então foi até seu quarto, abriu uma gaveta de seu guarda-roupa e viu que alguém tinha a espiado, porém a gaveta contém um fundo falso, então o garoto abriu este fundo e pegou sua Pistola e voltou para a sala onde seu pai estava dormindo, mirando a Pistola na cabeça de Joseph, sem piedade apertou o gatilho e matou seu pai, pedaços de crânio ficaram espalhados pelo sofá. Oliver se apressou e saiu rapidamente, pois alguém poderia ter ouvido o barulho do tiro.
O garoto então pegou sua moto e mais algumas armas e foi para onde seus irmãos estavam, primeiro foi até Felipe, que estava no cinema com seus amigos, Oliver não teve idéias de como matar seu irmão no momento, então ficou no banheiro por muito tempo pensando se Felipe iria até lá, quando estava quase desistindo de matar Felipe, ouviu alguém entrar no banheiro, e lá estava seu irmãozinho. Oliver não esperou muito e rapidamente atacou Felipe acertando um machado em sua cabeça, como gostou da sensação que tivera, deu mais dois golpes certeiros na cabeça do irmão, o garoto saiu do local imediatamente e foi atrás de seu irmão Gustavo.
Encontrou seu irmão andando na rua sozinho, Oliver viu que a rua estava deserta então pegou uma pedra bem grande, e acertou na cabeça de Gustavo com muita força, seu irmão caiu no chão na mesma hora, Oliver então deu várias pedradas na cabeça de seu irmão, o sangue inundou a calçada, pegou então o corpo e levou até um terreno vazio que havia na esquina, jogou o corpo de Gustavo lá e foi embora, sem sentimento de piedade algum, a fúria e o prazer psicótico estavam em seus olhos e em seu sorriso, o garoto tinha se tornado um assassino frio. Finalmente só faltava mais um, Inácio, seu irmão mais velho, não demorou muito para Oliver saber onde ele estava, o primeiro lugar que ele pensou em procurar seu irmão foi na casa de Julie, namorada do irmão, chegando lá notou que as luzes estavam acesas então deu a volta e entrou pelos fundos da casa, lá encontrou um taco de baseball de metal, pegou-o e entrou na casa sem fazer barulho algum, em pouco tempo já estava na sala principal da casa, viu seu irmão assistindo um filme de romance com Julie, sem dó Oliver bateu na cabeça de seu irmão com o taco de baseball, arrancando pedaços do cérebro do irmão de tanta força e ódio que ele o golpeou, então correu atrás da namorada de Inácio que estava assustada e  desesperada, derrubou-a, olhou para ela com um  prazer imenso nos olhos, bateu diversas vezes no roso da garota, deixando-a irreconhecível,  voltou até Inácio que ainda estava agonizando ao chão, bateu várias vezes contra a cabeça do irmão, quando cansou de brincar de baseball, pegou sua pistola e deu um tiro certeiro na cabeça do irmão para confirmar sua morte. Finalmente seu trabalho ali já estava feito, Oliver então pegou sua moto e voltou para casa, estacionou sua moto nos fundos da casa, entrou e foi até ao seu quarto, pegou todas suas coisas e quando estava quase saindo da casa ele ouviu sirenes de policia, correu direto para sua moto, ligou-a e acelerou para cima da parede de madeira que cercava os fundos da casa destruindo-as, saiu acelerando mais ainda a moto, parecia uma cena de filme, vários policias estavam atirando nele, Oliver mal sentia as balas penetrarem em seu corpo. Ele estava dirigindo sem rumo com policiais em sua cola, então se decidiu que não adiantaria mudar de cidade sendo um procurado por ter cometido quatro assassinatos, então pulou de sua moto se atirando em frente a um caminhão que vinha em direção contraria, foi brutamente esmagado, seu sangue voou para todos os lados, quando o caminhão saiu de cima de seu corpo, só conseguiam ver suas tripas espalhadas pelo chão, seu crânio estava totalmente esmagado e seus ossos pareciam ter atravessado a carne do seu corpo. Para os policiais foi um fim bem trágico, mal passou em suas mentes que um jovem garoto faria isso. Antes de Oliver se jogar contra o caminhão, ele simplesmente pensou que se continuasse fugindo da policia uma hora ele seria pego e iria para a prisão, se morresse não faria falta para ninguém, já que não tinha mais família, então para ele a única coisa que importava naquele momento é que a vingança foi feita e não tinha mais como escapar. (by Paula)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.